<$BlogRSDUrl$> <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5737216\x26blogName\x3dAbstranho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://aemitis.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://aemitis.blogspot.com/\x26vt\x3d-7622706113473169726', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

segunda-feira, setembro 27, 2004

Sleepness

(Unaltered Self-Portrait On White Walls Of Unconscienceness)






............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: The Gathering - Souvenirs
pensamento: acaso escrito

Æmitis :: 05:33 ::: (0) Apêndice-[s]

Saio No Próximo Movimento, Se Faz Favor.


Que suspiro de desalento tão sincero. Lá se vai todo o optimismo construído por meios nada naturais. Tudo parece uma longa espera. Somente isso. Esperar. Interlúdios entre nadas e restos de outros momentos semelhantes. Encostado ao poste enferrujado, de olhos no chão, braços caídos e cabelo pendente... Encontras-me aqui todos os dias e não te atreves a perguntar porquê.
Que sopro de vida tão perdido. Agarrei-me a todos os clichés e provoquei sorrisos. Para nada... O ponteiro circula e circunda. Ousei pensar que fosse sangue bombeado a vários quilómetros por hora. Agora sorrio amargamente ao relembrar semelhante ilusão. Não sei o que diz a tabuleta de pedra e madeira por cima de mim. Provavelmente, não diz nada. Não quero olhar. Espero... Quando chegar vejo o que está escrito na frente ou pergunto ao condutor. Vou sentar-me no mesmo lugar, com os pés e as pernas na mesma posição, a mesma música, o mesmo pensamento, a mesma velocidade... E espero. Espero pelo movimento e saio.
Adoro o teu perfume. Talvez seja por não usares nenhum. Mas é o teu perfume e sinto-o mais que qualquer outro aroma que me possa rodear. Nem corpos decompostos, nem flores primaveris. Consegui atingir os dois extremos? Não te interessa... Obrigado. Podes encostar-te desse lado do poste. Repara na posição correcta: olhos no chão, braços caídos e cabelo pendente.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: The Gathering - Broken Glass
pensamento: lack of will

Æmitis :: 05:11 ::: (0) Apêndice-[s]

sexta-feira, setembro 10, 2004

Um Café E Outras Paranóias


“Nunca te tinha visto por aqui.”
“Pois. É a minha primeira vez dentro desta desordem psíquica.”
“Ah! Então está tudo explicado. Não é habitual vermos caras novas. Normalmente somos as mesmas personalidades durante meses. Torna-se um pouco chato, sabes? Ainda por cima as distinções entre umas e outras não são assim tão evidentes ou marcantes para tornar isto interessante. Eu própria já pensei em desaparecer. Existe aí uma tão melhor que eu no que trata a lidar com a solidão. Raramente reapareço…”
“É uma pena ouvir isso.”
“A vida é assim, uns vão outros vêm. Não há remorsos.”
“Agora há.”
“És tu? Incrível! Nunca pensei que fosses aparecer. Claro que se ouviam alguns rumores, algumas conversas em sussurro… mas nada que não tivesse ocorrido anteriormente. Vens para ficar durante muito tempo?”
“Não sei. Isto ainda é novo para mim. Se me adaptar bem pode ser que fique algum tempo. É tudo uma questão de desequilíbrio.”
“Compreendo-te bem. Ainda me lembro quando apareci… Agora que olho para trás, toda esta viagem foi muito proveitosa. Bem, já não tenho metade do corpo. Acho melhor despedir-me do resto do pessoal enquanto posso. Prazer em conhecer-te e boa sorte. Talvez nos possamos rever um dia.”
“Sim, não seria assim tão estranho. Adeus e obrigado pela recepção.”


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Jeff Buckley - So Real
pensamento: isto foi bastante real

Æmitis :: 04:00 ::: (0) Apêndice-[s]

domingo, setembro 05, 2004

Três Metros Mais Sete Palmos


Densidade nula e tudo não passou de um pensamento entre pensamentos, um momentâneo desvio de atenção que resultou num feliz acidente. Sim, num feliz acidente. Nem todos os membros dispersos pelo alcatrão, nem o cheiro a carne humana carbonizada me impedirão de o classificar assim: um feliz acidente. Porque sorrio enquanto falo de algo tão desumano e traumático até? Por isso mesmo, pelo trauma. Foi delicioso. Enquanto derrapava não consegui conter gargalhadas efusivas e gestos violentos de contentamento. Fui éter.
O airbag não funcionou… não foi accionado quando deveria. Lembro-me que no final da curva, depois de todo o aparato de metal e vidro, foi ele que me parou a progressão. Maldito. Quem sabe onde poderia eu estar a esta altura?! Talvez em Vénus. Ou porque não debaixo de sete palmos de terra. Precisamente sete. Aquele que os contou, manualmente como é óbvio, seria enterrado comigo. São ossos do ofício. E muitos ossos produz este ofício.
Mas voltando ao que interessa, liga o carro e arranca que estamos atrasados.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: vozes
pensamento: uma gargalhada estomacal. obrigado.

Æmitis :: 04:53 ::: (0) Apêndice-[s]

sexta-feira, setembro 03, 2004

twilight


Se calhar demorei demasiado tempo para compreender verdadeiramente isto... mas vocês não existem.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Tarentel - Bridge 02
pensamento: alívio

Æmitis :: 04:31 ::: (0) Apêndice-[s]

 

Ambiente Recorrente

Contacto

Cruzamentos

Memória

Informações