<$BlogRSDUrl$> <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5737216\x26blogName\x3dAbstranho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://aemitis.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://aemitis.blogspot.com/\x26vt\x3d-7622706113473169726', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sexta-feira, maio 19, 2006

Teatral


Tudo se passava nas minhas costas mas ninguém se ria e ninguém me contava. Os sons eram cuidadosamente evitados e as pistas de qualquer desordem tacticamente escondidas. Ficava sempre com os ombros inquietos, numa urgente necessidade de descoberta flagrante mas sempre que me virava, num movimento brusco e de olhar suspeito, nada acontecia. Permanecia a mesma placidez mastigadora de sempre, cinzenta, cíclica e certa, e os ombros tombavam derrotados. O mesmo irá repetir-se vezes e vezes sem conta durante horas e horas sem rasto até ficar com um torcicolo - pensei. Felizmente, existem espelhos retrovisores.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Bôa - Passport (C.W.B. Always with Me)
pensamento: parece-me que...

Æmitis :: 00:43 ::: (0) Apêndice-[s]

quinta-feira, maio 18, 2006

Líquidos


Como se dilui a cafeína no sangue? Suponho que seja um processo químico de letras e notas musicais que serpenteiam pelos vasos sanguíneos, embatendo nas paredes e ecoando pelo resto do corpo. Todas as partículas negras e efervescentes, mais que incandescentes, alimentam-se de batimentos cardíacos, num ciclo retroactivo e dinâmico, e depois dança-se e salta-se e rebola-se e dança-se mais um pouco. Quando acaba o efeito pede-se uma transfusão hemofílica ao empregado de mesa; ou outro café.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Radiohead - Nude
pensamento: atraso propositado

Æmitis :: 15:10 ::: (0) Apêndice-[s]

Quebra De Intenção


Qual a utilidade do arrependimento, se cada passo é medido matematicamente e cada palavra dita se rege por um protocolo cerebral? Qual a legitimidade de me prostrar de joelhos, cravando as unhas na carne, se me alimento de anestésicos e todas a feridas se saram em esquecimento? De que me serve pedir-te que compreendas que estava errado, que aquele momento foi acidental, se me elevo num pódio cuspindo certezas e doutrinando quem sou? Se tudo é retórica quando não se consegue ouvir, quando não se quer, então que tudo seja um empurrão violento para fora de mim. A desculpa é minha.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: nenhuma
pensamento: encontro de tempo

Æmitis :: 03:49 ::: (0) Apêndice-[s]

quarta-feira, maio 17, 2006

Sentado Num Banco De Jardim


É como regressar de uma guerra, daquelas longas. O corpo está cansado, a roupa rasgada de sangue e pó. Muitas balas encontradas e muitas vidas perdidas. Os ouvidos ainda zumbem e fechar os olhos não traz qualquer escuridão ou descanso. Os braços estão tatuados pela terra e enegrecidos pela pólvora. As mãos tremem, sempre. A boca seca, áspera, e a garganta esgotada pelas últimas noites de rendição. Onde ficaram os outros?
As horas de viagem que nos trazem de volta não parecem reais. Espera-se que nos abracem à chegada, que nos louvem e nos condecorem. Que se lembrem.
Eu não estive em nenhum guerra, nunca combati. Mas sinto-me igualmente sujo e amputado.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Imogen Heap - Closing In
pensamento: invertebrado de guerra

Æmitis :: 01:17 ::: (0) Apêndice-[s]

O Que É?


É o lóbulo da tua orelha. Despido. Um início de viagem, uma torrente. Humedecido por palavras. Quente. É ele que te faz adormecer, entre os meus dedos. E ao acordares, a meio da tarde, é ele que me ouve. Durante o dia gostas de o guardar entre os cabelos de negro infindável. À noite, na almofada.
É o lóbulo da minha orelha. Aquele que salta. Podes puxá-lo se me portar mal. Podes furá-lo se te parecer melhor. Ele recebe os teus segredos. E as pequenas mordidelas que te fazem sorrir. Durante o dia tapo-o com as mãos. À noite, abraço-te.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Imogen Heap - The Moment I Said It
pensamento: tremeliques

Æmitis :: 00:33 ::: (0) Apêndice-[s]

Ponto Morto


Todos os carros parecem querer atingir-me. Enquanto percorro o passeio, pensando como seria simples ser pedra de calçada, uma carrinha de caixa aberta embate contra a montra de um talho. Passou-me a centímetros. Nada me tocou. Viro a esquina, distraído, e dois carros chocam um contra o outro, disparando vidro e fuselagem em todas as direcções. Várias pessoas são atingidas assim como um ou outro animal transeunte. Eu vou pensando como seria importante ser um poste de electricidade, acendendo simultaneamente com toda a cidade. Paro na passadeira, assim me indica o sinal. Os automóveis, pesados e ligeiros, aceleram e transgridem, insultam-se e agridem-se. Corpos e metal misturam-se com os pedaços de cimento e tijolo das construções derrubadas. Choros disfarçados de sirenes e mães que perdem filhos. Está verde e estou quase a chegar a casa.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Imogen Heap - Clear The Area
pensamento: passear

Æmitis :: 00:09 ::: (0) Apêndice-[s]

terça-feira, maio 16, 2006

Enxoval De Inverno


Fiz-te um gorro de beijos, todos eles ternurentos, transversalmente rendidos, para te aconchegar o cabelo.
Fiz-te um cachecol de suspiros, todos eles profundos, musicalmente libertados, para te rondar o pescoço.
Fiz-te uma camisola de dedos, todos eles entrelaçados, geometricamente encadeados, para te aquecer os ombros.
Fiz-te um vestido de abraços, todos eles apertados, cronologicamente medidos, para te cobrir a cintura.
Fiz-te umas meias de mãos, todas elas flutuantes, dorsalmente moldadas, para te percorrerem as pernas.

Fiz também cobertores, de todos os tons e todos os pesos. Têm o exacto comprimento dos nossos corpos deitados. Vens?


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Imogen Heap - Closing In
pensamento: oh lover, you should've come over

Æmitis :: 01:50 ::: (1) Apêndice-[s]

quinta-feira, maio 11, 2006

Subreal


Foi uma tosca impressão que fez revibrar a teia celular. Uma mera comichão mental. Não deverás dar-lhe importância nem avançar para jantar. Que as tuas crias aguardem serenamente enquanto se prepara o acto canibal. Maternal. Entre as patas articuladas e os seios descaídos, um útero que pulsa e se contrai aguarda igualmente. Regressa ao teu leito e repousa. Resguarda-te na cobertura óssea que se estende do teu púbis. Adormece. Foi uma tosca impressão. Tece...


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Tool - Right In Two
pensamento: construção momentânea

Æmitis :: 02:41 ::: (0) Apêndice-[s]

Fractura


É um complexo desejo –
Ter-te em corpo sobre pele.
É um complexo encostar –
Ter-te em amplitude exacta.
É um complexo sossego –
Ter-te em ondas de respiração.
É um complexo entardecer –
Ter-te em lábios que se cerram.
É um complexo retorno –
Ver-te morrer.


............::::::::::::::::::::::::::::::::::::


música: Tool - 10,000 Days (Wings Pt 2)
pensamento: fio de memória recente

Æmitis :: 00:18 ::: (0) Apêndice-[s]

 

Ambiente Recorrente

Contacto

Cruzamentos

Memória

Informações